Bio Menu

Busca

Sobre o blog

Alimentar-se representa muito mais que apenas ingerir carboidratos, lipídios, proteinas, vitaminas e minerais. Significa relação social, afinal as pessoas comemoram, prazer, indulgencia etc. Neste Blog temos por objetivo discutir todas as faces dos nutrientes e como podemos estabelecer uma ingestão alimentar saudável sem abrir mão do prazer. Com isso pretendemos propor a você pequenas mudanças que farão diferenças importantes na sua vida, venha conosco.

Categorias

Histórico

20/12/2011

Dietas para o verão

 

Nessa época do ano é muito comum as pessoas começarem a realizar “dietas milagrosas”, com restrição de vários alimentos, visando à boa forma física para o verão, principalmente quem vai à praia.

Como é de costume postarmos em nosso blog, apenas a reeducação alimentar, planejada por nutricionista de forma individualizada, permite atingirmos nosso objetivo, seja ele perda de gordura, ganho de massa muscular ou manutenção da saúde.

Nas principais refeições, procure ingerir carboidrato, proteína e gordura na proporção aproximada de (60-70% / 20-25% / e no máximo 10%). O ideal é consumir ao menos 5 porções de frutas, legumes e verduras todos os dias, começar as refeições com bastante salada de folhas verdes e não esquecer de beber ao menos 2 litros de líquidos por dia.

Porém, como a maioria dos brasileiros nessa época do ano começa a deixar tudo para o ano que vem ou mesmo até para depois do carnaval, nossa equipe faz uma sugestão aos leitores do blog que ainda não conseguiram colocar a alimentação como prioridade nesse final de ano ou estão sem tempo para preparar e escolher suas refeições:

 

  

O Bio Menu entrega na grande São Paulo refeições individualizadas e porcionadas na medida certa para você. Com mais de 40 opções a sua escolha e, 4 diferentes tamanhos, os pratos do Bio Menu vão auxiliar você a atingir seu objetivo. Existe as opções de entrega de kits com 5-6 refeições diárias, conforme suas necessidades.

Aproveite os pratos festivos Bacalhau Light e Chester Santo! Elaborados carinhosamente pela nossa equipe para as festas de final de ano.

Leitor do blog tem 15% de desconto nas compras realizadas pelo 11-3052-1290 até o final do ano.

 

Boas festas!

 

Por Marco D. Leme às 14h09

19/12/2011

Sobre a vitamina D.

A vitamina D3 (ou colecalciferol) é sintetizada pelos animais na pele, sendo essa síntese catalisada pela luz solar. Sua principal ação é manter a homeostase do cálcio em diversos tecidos. O mais conhecido deles é o esquelético, já que sua deficiência está relacionada ao aumento de osteoporose senil, diminuição da força muscular e maior incidência de quedas. Mas como há receptores de D presentes em muitos outros tecidos além desse, atribui-se a essa vitamina muitas outras ações.

Por exemplo, no tecido muscular, a vitamina D é responsável pelo transporte ativo de Cálcio ao interior das células, mais especialmente do retículo sarcoplasmático. Alguns estudos mostraram em humanos um tempo de contração e relaxamento musculares maior em sujeitos com miopatia por deficiência de vitamina D, essa seria a segunda ação dessa importante vitamina, a chamada cinética da contração muscular. E há indícios que ela seja importante para força muscular e equilíbrio! Outros mostram que em alguns tipos de doenças (lúpus e câncer) podem estar relacionados à sua deficiência.

Além disso, a vitamina D na forma de calcitriol é importante na síntese proteica, pois aumenta a disponibilidade de ATP nesse processo. O calcitriol age por via genômica e não genômica, ou seja, na via genômica, ela pode modificar a transcrição genética do RNA mensageiro através da lugação com o chamado VDR (um receptor nuclear específico), como outros hormônios esteroidais, e subsequentemente na síntese proteica de novo. Esse VDR tem papel importante na boa manutenção do tecido muscular. Como mecanismo de ação não-genômico,  ela ativa segundos-mensageiros e a fosforilação de proteínas intra-celulares também relacionadas ao VDR.

Idosos e mesmo adultos jovens têm apresentado hipovitaminose D com frequência no Brasil. Apesar de ser um país ensolarado, as pessoas expõem-se menos à luz solar, e um dos motivos pode ser o cuidado com o câncer de pele e dos malefícios causados pela luz solar excessiva. Trabalho que estudou idosos institucionalizados e de ambulatório verificou incidência alta  (50 a 61% dos sujeitos) de hipovitaminose D nessa população. Hipovitaminose D se caracteriza por concentrações plasmáticas menores que 40 ng/ml e a deficiência, abaixo de 20 ng/ml.

Assim, fontes exógenas de vitamina D como alimentos e suplementos podem ser considerados para indivíduos com hipovitaminose ou deficiência de colecalciferol, além de exposição à luz solar diária e por poucos minutos (15 min). Isso implica em acompanhamento médico e nutricional para detectar e tratar uma possível deficiência e sugerir mudanças alimentares pertinentes a esse quadro. Na dúvida, consulte seu profissional da área da saúde.

Para saber mais:

Saraiva, GL; Cendoroglo, MS; Ramos, LR et al. Prevalência da deficiência, insuficiência de vitamina D e hiperparatiroidismo secundário em idosos institucionalizados e moradores na comunidade da cidade de São Paulo, Brasil. Arq. bras. endocrinol. metab;51(3):437-442, abr. 2007.

Pedrosa, MAC, Castro ML. Papel da vitamina D na função neuro-muscular. Arq. bras. endocrinol. metab; 49(4)495-502, 2005.

Kovalenko, PL, Zhang Z, Yu JG et al. Dietary Vit D and Vitamin D receptor level modulate epithelial cell proliferation and apoptosis in the prostate. Cancer Prevention Research OCT 4: 1617-1625, 2011.

Por Patrícia L. C. Ferraz às 10h58

Ir para UOL Ciência e Saúde

Sobre os autores

Ana Carolina Garcia

Graduação em Nutrição - USP, especialista em Nutrição Aplicada ao Exercício Físico pela Escola de EEFE - USP e especialista em Nutrição Humana Aplicada e Terapia Nutricional pelo IMeN. Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Antonio Herbert Lancha Jr.

Graduação em Educação Física – USP Especialização em Fisiologia do Exercício – UNESP Mestrado e Doutorado em Nutrição Experimental – USP Pós- Doutorado em Medicina Interna – Washington University Professor Titular de Nutrição Aplicada à Atividade Física – USP Coordenador do Grupo de Nutrição do Vita Diretor da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Camila Freitas

Graduação em Nutrição - USP

Pós-Graduação em Gastronomia

Responsável pela área de nutrição das academias Reebok (SP)

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Carla di Pierro

Graduação em Psicologia - PUC SP

Especialização em Psicologia do Esporte - Instituto Sedes Sapientiae

Especialização em Clínica Analítico Comportamental - Núcleo Paradigma

Aprimoramento em Terapia Comportamental Cognitiva - Amban HCFMUSP

Psicóloga da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Desire F. Coelho

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Esporte - USP

Mestrado em Educação Física - USP

Doutoranda pelo Instituto de Ciências Biomédicas - USP

Aprimorando em Transtorno Alimentar pelo AMBULIM HC-FMUSP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luciana O. P. Lancha

Graduação em Nutrição e Esporte – USP Mestrado em Bioquímica – UNICAMP Doutorado em Ciências Biomédicas - USP Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Luiz Augusto Riani Costa

Graduação em Medicina – UNICAMP

Pós-graduação em Medicina Esportiva e Fisiologia do Exercício – USP

Doutorando em Fisiopatologia – EEFE/HCFMUSP

Diretor Clínico do setor de Cardiologia dos Laboratórios

Diagnósticos da América (DASA)

Fisiologista do Vita

Médico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Marco D. Leme

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo

Graduação em Eng. de Alimentos - Instituto Mauá de Tecnologia

Nutricionista do Grupo de DOR - IOT HCFMUSP e da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Patrícia Campos-Ferraz

Graduação em Nutrição – USP

Mestrado em Ciências dos Alimentos – USP

Doutorado em Biologia Funcional e Molecular pela UNICAMP

Nutricionista da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida


Renata C. Sardinha

Graduação em Nutrição - Centro Universitário São Camilo. Nutricionista do Bio Menu Congelados Saudáveis


Rodrigo Ferraz

Graduação em Educação Física - USP

Especialização em Treinamento Desportivo - UNIFESP/EPM

Especialista em Prevenção de Lesão e Treinamento em Pacientes Oncológicos

Preparador Físico da Nutriaid Consultoria em Qualidade de Vida